Artigos


A Sagrada Família: modelo para todas as famílias


Segunda-feira, 31 de dezembro de 2018


Imagem | A Sagrada Família: modelo para todas as famílias

Podemos afirmar, sem medo de exagerar, que no ano inteiro celebramos a festa da Sagrada Família, porque ela está formada pelo Pai, o Filho, e o Espírito Santo. A ela chamamos também de Santíssima Trindade. O Natal nos lembrava da Sagrada Família por meio de José, pai adotivo; Maria mãe por obra do Espírito Santo; e Jesus que aceitou que a palavra de Deus orientasse sua vida. Hoje, nos é apresentada a Sagrada Família de Nazaré como modelo para todas as famílias, para que juntas, seguindo o seu exemplo, transformem o mundo numa grande família que reconhece a Deus como Pai e ama a todos como irmãos, e assim vivamos na paz, anunciada aos pastores na noite de Natal e participemos da alegria expressa no canto dos anjos. 
 
Através da Sagrada Família de Nazaré, Deus nos ensina que todas as famílias são sagradas. Por isso, as famílias, que desejam seguir os passos da Sagrada Família de Nazaré, são consagradas a Deus pelo Sacramento do Matrimônio para que, seguindo o exemplo dela, possam colaborar na construção do mundo que Deus quer e que, também, todos nós desejamos. Mas para isto, precisa que o pai imite a José, a mãe siga o exemplo de Maria, que os filhos sigam o exemplo de Jesus, e como Ele, colaborem na construção do mundo que todos nós desejamos.
 
O pai precisa seguir o exemplo de José, procurando fazer primeiro a vontade de Deus, como ele que, estando comprometido em casamento com Maria e tendo seu plano de vida programado com ela, quando ficou sabendo que Deus havia feito um plano diferente para Maria, que ela precisava de sua proteção e de sua ajuda para cuidar do filho que ele deveria dar-lhe o nome de Jesus, porque Ele vem salvar seu povo. José entendeu a vontade de Deus, renunciou aos seus planos e colocou-se a serviço da família que Deus lhe preparou.
 
A mãe deve imitar o exemplo de Maria que tinha como objetivo principal fazer a vontade de Deus, de maneira que quando o anjo Gabriel lhe anunciou que havia sido escolhida para ser a mãe do Salvador, ela quis ter a certeza de que esta era a vontade de Deus, depois aceitou a Sua vontade sem preocupar-se da consequências, porque ela tinha a certeza de que, quando o Senhor nos confia uma missão nos dá todos os meios para cumpri-la, e nos ajuda a superar todos os obstáculos. A mãe é a pessoa escolhida por Deus para dar a vida corporal e espiritual aos filhos, trazendo assim alegria para o marido.
 
Duma família assim constituída podemos ter certeza que sairão filhos que respeitarão os pais, amarão os irmãos, e colaborarão pela construção de um mundo mais justo e fraterno. Este é o exemplo que a Sagrada Família de Nazaré nos deixou para que nós a imitemos e vivamos num mundo mais justo e fraterno.
 
Todos esperamos um Salvador e não lembramos que o primeiro Salvador veio da Família de Nazaré, e quando Ele afirma: “Eu vos dei exemplo para que vós façais a mesma coisa,” precisamos aplicar esta advertência a todas as famílias. Da mesma forma que da Sagrada Família de Nazaré saiu o Salvador do mundo, para continuar a salvação do mundo é necessário que as famílias sigam o exemplo dela.
 
 
Imagem: Canção Nova

Comentários



Sobre o Autor


Monsenhor Antonio Santcliments Torras

Pároco emérito da Paróquia São João Batista de Olímpia
 

Artigos do Autor