Artigos


Fendas de imaturidade


Sexta-feira, 08 de junho de 2018


Imagem | Fendas de imaturidade

Espera-se de uma pessoa madura capacidade mínima e suficiente de integrar, sadiamente, as diversas dimensões que a constituem, manter-se em equilíbrio e responder, assertivamente, ás demandas internas e externas do existir. Considere-se atentamente, e vigie-se, continuamente, para não confundir maturidade com perfeição. Destacam-se como características básicas de maturidade: alta capacidade de frustração e tolerância, capacidade de levar adiante ações com bom êxito; equilíbrio emocional e aceitação da realidade;
 
O processo de desenvolvimento humano que não contempla critérios que favoreçam a maturação sucumbe, resultando em fracasso, frustração e incompetência, que se refletem em todas as dimensões constitutivas do ser humano.  Oriundos de fendas profundas que afligem o corpo, a mente, a alma e o espírito, os sintomas da imaturidade manifestam-se através de erupções constantes que comprometem as possibilidades de a pessoa viver e conviver sadiamente. Dentre os sintomas da imaturidade humana destacam-se:
 
1. Incapacidade de admiração: necessidade doentia de derrubar os outros, não valorizando suas qualidades;
 
2. Prevenção: ímpeto de atacar ao sentir-se ameaçado; vê ameaças em tudo e em todos;
 
3. Mania de chamar a atenção: tanto se exibindo quando se escondendo;
 
4. Egoísmo: incapacidade de dar, oferecer e partilhar;
 
5. Inveja: fruto da falta da alegria, ela se converte na vingança dos incapazes;
 
6. Preguiça: sempre querer fazer o mínimo;
 
7. Espírito de crítica ou criticismo: não ver as coisas como elas são, mas sim, como se é;
 
8. Descumprir a palavra dada: contínua mudança de opinião, dúvida constante, começar algo e não terminá-lo, falta de perseverança nos compromissos assumidos;
 
Amadurecer consiste num empreendimento que exige consciência e percepção do que realmente somos (virtudes, defeitos e limites), assim como, no uso da liberdade e responsabilidade, requer investimentos contínuos visando a auto-superação. Á medida que buscamos curar as fendas de imaturidade que existem em nós, tornamo-nos mais hábeis na lida com pessoas imaturas, aprendendo a reagir, assertivamente.
 
Em nossos dias, os benefícios resultantes do galopante progresso contrastam com crises humanas profundas cujas principais causas reportam-nos á ausência de condições mínimas de estabilidade pessoal, o que se converte em males que afligem, cada vez mais, a toda humanidade.
 

Comentários



Sobre o Autor


Padre Ivanaldo Gonçalves de Mendonça

Pe. Ivanaldo e pós-graduado em Psicologia, pároco da Paróquia São José de Olímpia e Coordenador Diocesano de Pastoral. E-mail: ivanpsicol@hotmail.com

Artigos do Autor