Artigos


Mensagem de Dom Milton para o Dia Internacional da Fraternidade Humana 2021


Quarta-feira, 03 de fevereiro de 2021


Imagem | Mensagem de Dom Milton para o Dia Internacional da Fraternidade Humana 2021

Barretos, 03 de fevereiro de 2021
 
Dia Internacional da Fraternidade Humana
(04 de fevereiro)
 
Nesta quinta-feira, dia 4 de fevereiro, o Santo Padre o Papa Francisco adotou para a Igreja a comemoração do Dia Internacional da Fraternidade Humana, declarada assim pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em dezembro passado.
 
Precisamente, há dois anos, no dia 4 de fevereiro de 2019, durante a Viagem Apostólica do Santo Padre aos Emirados Árabes, o Papa Francisco e o Grão-Imã de Al-Azhar (Cairo), Ahmad Al-Tayyeb (Egito, 1946) assinaram o Documento sobre a Fraternidade Humana em prol da Paz Mundial e da Convivência Comum.
 
Em 3 de outubro de 2020, o Papa Francisco assinou em Assis a Carta Encíclica “Fratelli Tutti” sobre a Fraternidade e a Amizade social. Como o Papa afirma: “este documento reúne e desenvolve grandes temas expostos naquele documente [sobre a Fraternidade Humana] que assinamos juntos” (FT, n.5).
 
Na manhã de hoje, na Audiência Geral do Papa, no Vaticano, Francisco referindo-se à comemoração deste dia assim se expressou: “Muito me alegra ver as nações do mundo inteiro unidas nesta celebração, que visa promover o diálogo inter-religiosos e intercultural [...] A referida resolução das Nações Unidas reconhece a “contribuição que o diálogo entre todos os grupos religiosos pode prestar para melhorar a consciência e a compreensão dos valores comuns partilhados por toda a humanidade”. Seja esta hoje a nossa oração e o nosso compromisso de todos os dias do ano”.
 
Na sua Encíclica Fratelli tutti, o Papa Francisco insiste para que a Fraternidade não se limite a uma afirmação abstrata, mas se torne realidade visível e concreta, obrigando-nos a rever nossas atitudes e deixar o campo das ideias e partirmos para gestos concretos, que se tornem visíveis pela nossa prática (FT 128).
 
O pressuposto fundamental para tornar a fraternidade uma postura e ao mesmo tempo uma ação real é o fato de que todo ser humano tem o direito de viver com dignidade e desenvolver-se integralmente. Se não se respeita esse princípio fundamental não há futuro para a fraternidade nem para a sobrevivência da humanidade (FT 107).
 
Como também, o reconhecimento do direito humano fundamental que não deve ser esquecido no caminho da fraternidade e da paz: a liberdade religiosa para os crentes de todas as religiões.
 
Tal iniciativa vem nos estimular a crescer não só numa espiritualidade de fraternidade, mas também e ao mesmo tempo, uma organização mundial mais eficiente para ajudar a resolver os problemas prementes dos abandonados que sofrem e morrem nos países pobres.
 
Que celebrando o Dia Internacional da Fraternidade Humana possamos estreitar os laços de respeito e amizade entre todos nós, conscientes de que somos membros de uma mesma família, onde todos somos irmãos.
Dom Milton Kenan Júnior
Bispo de Barretos
 

Comentários



Sobre o Autor


Dom Milton Kenan Junior

Dom Milton é o 6º bispo da Diocese de Barretos. E-mail: dommilton@diocesedebarretos.com.br

Artigos do Autor