Notícias


70 anos da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt é celebrado em Barretos com carreata


Domingo, 20 de setembro de 2020


Foto | 70 anos da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt é celebrado em Barretos com carreata

Na última sexta-feira (18), Dia da Aliança de Amor, para comemorar os 70 anos de missão da Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt, celebrados no dia 10 de setembro, foi realizada em Barretos uma carreata que percorreu ruas das paróquias marianas.
 
A carreata saiu da Capela Mãe Rainha, no centro da cidade, e passou pelas paróquia Nossa Senhora Aparecida (Minibasílica) e pelo Santuário Diocesano Nossa Senhora do Rosário, até chegar à Catedral Divino Espírito Santo.
 
 
 
O assessor eclesiástico, padre Ronaldo Candido, participou da carreata junto às lideranças do Movimento Apostólico de Schoenstattt da diocese que são da Campanha da Mãe Peregrina, Terço dos Homens e Liga das Mães.
 
Quase 17 milhões de brasileiros recebem a visita regular da imagem conhecida como Mãe Rainha em suas casas. A campanha está presente em 266 dioceses do Brasil, e em mais de 200 países.
 
Tudo começou no Brasil, no dia 10 de setembro de 1950. Para o início da Campanha, Deus escolhe um homem simples, camponês e comerciante da cidade de Santa Maria (RS): o Servo de Deus João Luiz Pozzobon, cujo processo de Beatificação segue em Roma.
 
Pozzobon caminhou 140 mil quilômetros levando a Mãe e Rainha às casas, hospitais, presídios e rezando o terço. Além de rezar o Terço, João se preocupava com o acompanhamento pastoral das famílias, principalmente aquelas que viviam em regiões distantes. Para isso, ele anotava as pessoas que necessitavam dos sacramentos – como crianças sem batizar e uniões não sacramentadas – e conduzia os dados à paróquia. O ápice desse trabalho pastoral se deu quando João foi ordenado diácono permanente, assim pode celebrar os sacramentos onde os sacerdotes tinham dificuldades em chegar.
 
 
Fotos: Divulgação

Comentários