Notícias


A importância das relíquias para os católicos


Segunda-feira, 24 de dezembro de 2018


Foto | A importância das relíquias para os católicos

Pe. Alberto caminha entre fiéis e segura relicário com fios de cabelo de São João Paulo II – Foto: Wesley Oliveira
 
Uma reportagem do site ACI Digital mostra os motivos pelos quais os católicos consideram importantes as relíquias de santos, ou daqueles que estão em processo de santificação, como é o caso do Servo de Deus Padre André Bortolameotti, cujo Centenário de Nascimento foi aberto no último dia 22.
 
Em declarações ao Grupo ACI / EWTN Noticias, padre José de Jesus Aguilar, diretor de Arte Sacra da Arquidiocese Primaz do México, assinalou que, para compreender a importância da devoção às relíquias deve-se entender primeiramente "o pensamento do ser humano".
 
"Há muitos lugares onde as pessoas vão para ver a guitarra de Jim Morrison, a roupa de Michael Jackson ou o piano de Beethoven, assim como alguns túmulos de pessoas famosas ou importantes onde recebem certa veneração. A mesma coisa acontece no mundo da fé. Para o homem católico, os santos, que são os grandes heróis, as pessoas do jet-set, as pessoas que são muito admiradas, e também são veneradas ", assinalou.
 
O sacerdote disse ainda que "a palavra relíquia em latim significa 'o que resta’, por isso significa particularmente o corpo de uma pessoa".
 
"De fato, as relíquias deram origem às basílicas, como no caso de São Pedro", explicou.
 
Com o passar do tempo, completou, as relíquias passaram a ser não só os corpos dos santos, “mas também os objetos que o santo usou, ou os lugares onde esteve".
 
Deste modo, continuou o presbítero, "as relíquias começaram a ser classificadas por classes: primeira classe, o corpo dos santos; segunda classe, algo que pertenceu ao santo ou os lugares onde viviam; e terceira classe, os objetos que o santo tocou ou que foram tocados por uma relíquia de primeira e segunda classe”.
 
 

Comentários