Notícias


Campanha da Mãe Peregrina reúne coordenadores na Cidade de Maria


Segunda-feira, 06 de maio de 2019


Foto | Campanha da Mãe Peregrina reúne coordenadores na Cidade de Maria

Aproximadamente 200 pessoas participaram no domingo (05), do Encontro Diocesano da Campanha Mãe Peregrina de Schoenstatt, na Cidade de Maria.
 
O evento, que contou com a assessoria da irmã Márcia Maria Gusmão, do Instituto Secular das Irmãs de Maria de Schoenstatt, teve como tema “Família Missionária: constrói a nova terra mariana”, e reuniu os coordenadores e os responsáveis por cada imagem que visita 30 famílias nas comunidades de todas as paróquias da diocese.
 
 
 
“Cada ano a Campanha da Mãe Peregrina procura trabalhar o tema de acordo com o que a Igreja em todo o mundo está vivendo, como por exemplo o Ano da Misericórdia, depois o Ano Mariano no Brasil (em razão dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida), e em 2018 o Ano do Laicato. Então, procuramos unir o nosso trabalho missionário com a corrente da Igreja. E nesse ano, o Papa Francisco proclamou o mês de outubro como o Mês Missionário. E como nós trabalhamos com muitas pessoas não daria para esperar chegar outubro, seria muito complicado. Sendo assim nós já roclamamos como Campanha da Mãe Peregrina o ano de 2019 como o Ano Missionário. O tema desse ano é missionário e busca trabalhar por uma nova terra mariana, considerando a realidade do Brasil e do mundo. Como a gente leva a Mãe de Deus ao encontro das famílias, a gente quer ajudar a trabalhar as virtudes de Maria para a construção de uma nova terra mariana que seria uma nova sociedade com novas atitudes inspiradas nas atitudes dela”, explicou a religiosa.
 
Como gesto concreto deste trabalho missionário que passa a ser desenvolvido pelo Movimento em toda a diocese com os devotos da Mãe Rainha, cada pessoa que recebe a imagem da santa será convidado a participar de quatro encontros junto às outras 29 famílias que também recebem a imagem peregrina em suas casas e, também, de uma celebração paroquial com todos os grupos da paróquia. Depois disso, cada pessoa deve entregar um quadro da Mãe Rainha para uma família necessitada.
 
“Nós acreditamos que Maria é aquela que abre o coração das pessoas para a presença de Deus, para a presença de Jesus”, finalizou a irmã Márcia.
 
 
 
 
Fotos: Milton Figueiredo
 

Comentários