Artigos


Artigo do Pe. Ivanaldo: Ele está no meio de nós!


Sexta-feira, 06 de maio de 2022


Imagem | Artigo do Pe. Ivanaldo: Ele está no meio de nós!

Ele está no meio de meios nós! Esta exclamação ocupa lugar especial na celebração da Santa Missa, através da qual se recorda, atualiza e prolonga, pelos tempos, a ação salvadora de Jesus Cristo, Sua entrega amorosa pela salvação da humanidade, o que denominamos ‘mistério pascal’. Por várias vezes o presidente da celebração anuncia: “O Senhor esteja convosco” e a assembleia litúrgica responde em coro: “Ele está no meio de nós!”
 
Esta é uma expressão genuinamente pascal, pois manifesta, por parte dos discípulos de Cristo, de todos os tempos, a consciência da certeza do cumprimento de Suas promessas, manifestas de tantas maneiras, tais como: “Fazei isto em memória de mim” (Lucas 22,19), “Eis que estarei convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mateus 28,20), “Não vos deixarei órfãos” (João 14,18), dentre outras.
 
O tempo pascal, vivido por sete semanas, a partir da noite de Páscoa, favorece aos discípulos que, ao longo dos tempos, aprofundem, através da oração, da escuta atenta da Palavra, do ensinamento da Igreja, da partilha e de gestos concretos, a verdade da ressurreição de Jesus, assim como, nela, fundamentem, cada vez mais, sua fé. Nesse sentido, somos ajudados por um dos episódios nos quais O Ressuscitado se manifesta aos seus, registrado no Evangelho Segundo João (Jo 21,1-19).
 
Interessante notar como a Palavra desmistifica possíveis equívocos e tendências a abordar a fé sem conexão direta com a realidade. O Ressuscitado vai ao encontro dos Seus, a partir da realidade da vida e não de forma mágica. Desiludidos, os discípulos tentam retomar a rotina através da pesca, mas nada conseguem. Reconhecer a presença do Ressuscitado ultrapassa os órgãos dos sentidos e a mera observação; obedecer Seu comando, ousando mudar a direção, torna a pescaria abundante.
 
O critério para reconhecer e experimentar a presença do Ressuscitado é o coração; isto só é possível a quem, verdadeiramente O acolhe e a Ele se entrega. Pedro é desafiado a superar o amor fruto da simples atração e a confessar-se capaz de entregar a vida pelo Evangelho, o amor entrega total. Novamente O Ressuscitado convida os discípulos a segui-Lo; diferentemente da primeira vez, quando pareciam acompanhar mais um dentre tantos mestres, agora, seguem-No cientes de que acompanham o Senhor da vida! Sigamo-Lo, vivamos e testemunhemos esta certeza: “Ele está no meio de nós!”.      
 

Comentários



Sobre o Autor


Padre Ivanaldo Gonçalves de Mendonça

Pe. Ivanaldo e pós-graduado em Psicologia, pároco da Paróquia São José de Olímpia e Coordenador Diocesano de Pastoral. E-mail: ivanpsicol@hotmail.com

Artigos do Autor