Artigos


Circular de agosto de 2022 de Dom Milton


Quarta-feira, 03 de agosto de 2022


Imagem | Circular de agosto de 2022 de Dom Milton

Barretos, 03 de agosto de 2022
 
Circular 07/2022
 
Prezados irmãos e irmãs,
 
Todos os anos, o mês de agosto reveste-se de um significado especial para nós: nele realiza-se o Mês Vocacional que, a cada ano, tem uma temática diferente com a intenção de ajudar-nos a redescobrir a beleza da vocação, nas suas mais diversas expressões.
 
Durante este mês, a cada domingo, destacamos uma vocação específica: vocação ao ministério ordenado, à vida matrimonial, à vida consagrada, à vocação laical; encerrando com a celebração do Dia do Catequista.
 
Neste ano, o tema deste mês é na verdade um anúncio querigmático, ou seja, está no centro do primeiro anúncio que deve ressoar aos nossos ouvidos, para que possamos ser evangelizados, e assim, evangelizar. Trata-se do tema: “Cristo Vive! Somos suas testemunhas”, tendo como expressão bíblica o anúncio que Maria Madalena faz aos Apóstolos: “Eu vi o Senhor!” (Jo 20,18).
 
A figura de Maria Madalena é muito significativa na realização do mês vocacional; antes de tudo por se tratar de uma mulher, de uma discípula de Cristo que representa a riqueza de afeto, de dedicação, de cuidado, de atenção, de generosidade, de gratuidade.
 
Toda vocação é verdadeira quando possui estes vários elementos que Maria Madalena representa. Como é possível responder ao chamado do Senhor na vida matrimonial, ou na vida consagrada sem cuidado, generosidade e serviço? Como é possível pensar no ministério ordenado na Igreja sem dedicação, atenção às pessoas e gratuidade?
 
Em Maria Madalena encontramos o paradigma de toda vocação, da vocação daqueles que querem anunciar que Cristo vive e que somos suas testemunhas!
 
Na raiz de toda vocação cristã está o convite a tornar-se testemunha de Cristo! Testemunha do Senhor Ressuscitado na família, na comunidade, no ministério ou na consagração religiosa. Testemunhas de Alguém que vive! O autor da Carta aos Hebreus nos diz: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje; ele o será para sempre!” (Hb 13,8).
 
Testemunho implica encontro, convívio e amizade (cf. Jo 1,38-39). Neste aspecto, Maria Madalena é para nós um exemplo extraordinário. Em vários textos dos evangelhos, quando se fala das mulheres que acompanham Jesus e o sustentam na sua missão, encontramos Maria de Madalena citada sempre em primeiro lugar. E será ela a primeira a encontrar-se com o Ressuscitado, e a anunciá-lo aos apóstolos: “Eu vi o Senhor!”.
 
Assim como os apóstolos que acompanharam Jesus no seu ministério, na sua Paixão e na sua Ressurreição, se deu com Maria Madalena também. É o evangelista Lucas que a menciona pela primeira vez nos evangelhos, quando se refere às mulheres que acompanham Jesus, Lucas diz: “Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído sete demônios” (Lc 8,2).
 
No evangelho de João, Maria se apresenta como uma mulher apaixonada, que não desiste diante das evidências do túmulo vazio e da possibilidade do corpo do Senhor ter sido roubado durante a noite (cf. Jo 20, 1-2). Diferente dos apóstolos, ela permanece junto da sepultura do Senhor “chorando”.
 
Nossa vocação é sempre uma experiência de sair: saída de si, para o que está fora de nós, além de nós, além do que é devido. Daí compreendermos porque Maria Madalena tornou-se “apóstola dos apóstolos'', pois não ficou encerrada na sua dor, nem se deixou derrotar pelas aparências, mas permaneceu sempre disposta a sair de si, ir além do previsível, arriscar-se, permaneceu à espera do Senhor!
 
Durante este mês celebraremos a Semana da Família que tem como lema: “Amor Familiar, vocação e caminho de santidade”. E, no próximo dia 13 de agosto, às 14h, no Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida em Olímpia a celebração do Jubileu da Vida Consagrada.
 
Movidos pelo exemplo de Santa Maria Madalena, vivamos intensamente este mês, anunciando que “Cristo vive!” e “somos suas testemunhas”.
 
Dom Milton Kenan Júnior
Bispo de Barretos
 
         

Agenda Episcopal - Agosto 2022
 
04 – Confraternização do Clero, Residência Episcopal, às 11h
05 a 07 – Assembleia Regional de Catequese, em Jundiaí
07 – Santa Missa pelos 25 anos do Movimento Apostólico de Schenstatt, Catedral Divino Espírito Santo de Barretos, às 17h
08 a 11 - Retiro Espiritual Clero da Arquidiocese de Campo Grande
12 – Santa Missa na Semana da Família, na Igreja Matriz de S. Luiz Gonzaga, Barretos, 19h30
13 - Santa Missa no Jubileu da Vida Consagrada, no Santuário Diocesano de N. Sra. Aparecida, em Olímpia, às 11h.
- - Reunião com Coordenadores Paroquiais da Catequese, no Salão Paroquial do Santuário de N. Sra. Do Rosário, em Barretos, às 14h
14 – Santa Missa na Igreja Matriz do Bom Jesus, Barretos, 19h
16 e 17 – Oficina de Leitura Orante com Ir Izabel Patuzo, pelo Google Meet, 20h às 21h30
18 - Reunião Geral do Clero, na Cúria Diocesana, às 9h
- Santa Missa no Convento de Santa Teresa dos Carmelitas Mensageiros, na Cidade de Maria, às 19h
19 – ORDENAÇÃO DIACONAL do seminarista Daniel Canavarollo, na Igreja Matriz de São José, Olímpia – 19h30
23 – Encontro dos Padres recém ordenados, na Residência Episcopal, às 9h30
25 – Santa Missa com Crisma, em Severínia, às 19h30
26 - Conselho de Formadores, Residência Episcopal, às 10h
28 – Início da Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida, 18h
 

Comentários



Sobre o Autor


Dom Milton Kenan Junior

Dom Milton é o 6º bispo da Diocese de Barretos. E-mail: dommilton@diocesedebarretos.com.br

Artigos do Autor