Artigos


Circular de outubro de 2021 de Dom Milton


Terça-feira, 05 de outubro de 2021


Imagem | Circular de outubro de 2021 de Dom Milton

Barretos, 05 de outubro de 2021.
 
 
Circular 10/2021
 
 
Prezados (as) irmãos (ãs)
 
 
Dando continuidade às nossas reflexões sobre a Exortação Apostólica “A Alegria do Amor” do Papa Francisco, quero, neste mês, chamar-lhes a atenção para as perspectivas que ele indica para a ação pastoral, que tem como objeto a família.
 
Antes de tudo, Francisco diz que as famílias cristãs são os sujeitos principais da pastoral familiar, quando oferecem à Igreja o testemunho alegre de serem igrejas domésticas.
 
Entre as várias modalidades de colaboração e serviço às famílias, a Exortação apresenta o acompanhamento de toda a comunidade cristã na preparação dos noivos para o matrimônio que, na nossa Diocese, já foi abraçada por quase todas as paróquias.
 
Este acompanhamento maior, aos que se preparam para o matrimônio, se dá num processo semelhante ao da iniciação à vida cristã, onde fica sublinhado a relação entre o matrimônio com o batismo e os outros sacramentos, ou seja, tem como fim maior a participação dos noivos na vida eclesial. Ao mesmo tempo, a transmissão de valores familiares por meio de casais engajados na vida da comunidade, os quais com o tempo acumulam experiências, vai servir de ajuda às novas famílias que nascem do sacramento do matrimônio.
 
A própria preparação quer ser próxima da celebração do matrimônio. Considerando que a sua celebração de certa forma exige um grande esforço para atender todos os detalhes, na verdade secundários, como convites, roupas, festa e outros, que deixam os noivos desfalecidos e exaustos, o Papa diz que o importante é que. ao se aproximarem do dia do matrimônio, os noivos deem prioridade ao amor mútuo e à sua formalização diante dos outros.
 
A comunidade paroquial e os agentes da pastoral ou movimentos, que se dedicam ao acompanhamento familiar, podem ajudar os noivos a se prepararem para a celebração; e acompanhá-los também neste momento importante de suas vidas.
 
Hoje, em vários lugares, existem equipes formadas por casais que participam da celebração litúrgica do matrimônio, ajudando os noivos na escolha dos textos bíblicos, das músicas e, acima de tudo, ajudando-os a compreenderem o peso teológico e espiritual do consentimento que manifestarão publicamente, que ilumina todos os gestos sucessivos da celebração.
 
O Papa diz que aquelas palavras não se reduzem ao presente, mas abarcam também o futuro: “até que a morte os separe”.
 
A preparação próxima à celebração é ocasião para que meditem as leituras bíblicas e o significado das alianças que trocam entre si. O importante será que cheguem à celebração tendo rezado juntos, um pelo outro, pedindo ajuda a Deus para serem fiéis e generosos, perguntando juntos a Deus o que Ele espera deles, inclusive consagrando o seu amor diante de uma imagem da Virgem Santíssima.
 
Levando em conta que com o tempo a afetividade pode passar pela crise e a atração física diminui, diz o Papa que é indispensável o acompanhamento dos esposos nos primeiros anos de vida matrimonial, para enriquecer e aprofundar a decisão consciente e livre de se pertencerem e se amarem até o fim.
 
O Papa diz que “um desafio da pastoral familiar é ajudar a descobrir que o matrimônio não se pode entender como algo acabado. A união é real, é irrevogável e foi confirmada e consagrada pelo sacramento do matrimônio; mas, ao unir-se, os esposos tornam-se protagonistas, senhores da sua própria história e criadores dum projeto que deve ser levado para a frente conjuntamente. O olhar volta-se para o futuro, que é preciso construir dia a dia com a graça de Deus e, por isso mesmo, não se pretende do cônjuge que seja perfeito”. (AL 218)
 
Portanto, na Exortação “A Alegria do Amor”, o Papa Francisco sugere um cuidado na preparação dos noivos para a celebração do matrimônio, a participação da comunidade na própria celebração, tornando-a um momento de grande relevo para os que recebem o sacramento; e o acompanhamento nos primeiros anos de vida conjugal.
 
À luz da Palavra de Deus, possamos ajudar os novos casais a “assumir o matrimônio como um caminho de amadurecimento, onde cada um dos cônjuges é um instrumento de Deus para fazer crescer o outro” (AL 221).
 
Dom Milton Kenan Júnior
 
 
 
 
AGENDA EPISCOPAL - OUTUBRO 2021
 
01 – Santa Missa na Capela Santa Ana e Santa Teresinha, da Paróquia Santo Antônio de Pádua em Barretos, às 19h.
 
02 - Visita Pastoral à Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Embaúba, a partir das 17h.
 
03 – Santa Missa com admissão às Ordens Sacras e Instituição dos Ministérios de Leitor e Acólito a alguns seminaristas da Diocese, na Catedral Diocesana do Divino Espírito Santo, às 9h30.
       Santa Missa na Capela Nossa Senhora Aparecida, em Jaborandi, às 19h30
 
05 - Reunião do Conselho de Presbíteros, às 9h.
       Santa Missa na Igreja Matriz S. Benedito, em Barretos, às 19h30.
 
06 - Semana da Vida, live com a Psicóloga Tânia Maria Diamantino, às 20h.
 
07 – REUNIÃO GERAL DO CLERO, na Cidade de Maria, às 9h.
       Santa Missa no Santuário Nossa Senhora do Rosário, em Barretos, às 19h30.
 
08 – Santa Missa com Crismas, na Igreja Matriz São Benedito, em Barretos, às 19h30.
 
09 - Santa Missa na Novena de Nossa Senhora Aparecida, na Igreja Matriz de N. Sra. Aparecida, em Guaíra às 19h.
 
11 - Santa Missa na Capela Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia São Benedito, em Barretos, às 19h30.
 
12 – Santa Missa na Capela Nossa Senhora Aparecida, da Paróquia São José, em Olímpia, às 00h00.
        Santa Missa com a instalação do Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, na Igreja Matriz de N. Senhora Aparecida, em Olímpia, às 19h30.
 
14 – Santa Missa na Comunidade Mar a Dentro, em São José do Rio Preto, às 19h.
 
17 - Santa Missa de Abertura do Processo Sinodal, com a presença dos membros do Conselho Diocesano de Pastoral, na Catedral, às 9h30.
 
18 – Encontro com Padres Novos, em Guaraci.
 
21 - Santa Missa com Crismas, na Capela São Bento, em Monte Verde, às 19h30.
 
23 - Santa Missa com Crismas, na Igreja Matriz N. Sra. Aparecida, em Embaúba, às 19h.
 
24 – Santa Missa com Crismas, na Igreja Matriz N. Sra. Da Abadia, em Cajobi, às 10h.
 
25 a 30 – Retiro Espiritual com as Irmãs Carmelitas em Pouso Alegre/MG.
 

Comentários



Sobre o Autor


Dom Milton Kenan Junior

Dom Milton é o 6º bispo da Diocese de Barretos. E-mail: dommilton@diocesedebarretos.com.br

Artigos do Autor