Artigos


O Amor que gera transformação


Segunda-feira, 12 de março de 2018


Imagem | O Amor que gera transformação

“Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação” - Madre Tereza de Calcutá.
 
Nestas palavras de Madre Tereza, manifestadas em suas grandiosas obras de caridade e de amor ao próximo, através de seus exemplos em vida, percebemos que não nos basta apenas falar do Amor, escrever ou até mesmo explicá-lo, é preciso em primeiro lugar transformar em obras todas as teorias que julgamos necessárias para um mundo melhor em que reine o amor, a paz e a misericórdia. Sabemos que falar sobre o Amor ou sobre o que é certo ou errado, expor longos discursos é muito fácil e com um pouco de preparo conseguimos até convencer algumas pessoas ou grupos, nem que seja por algum instante.
 
Porém, o maior desafio ao quais todos nós cristãos, pessoas do bem, somos chamados a fazer é o de “lançar-nos fora de nós mesmos e agirmos para que se transforme em obras tudo aquilo que nós pregamos”, seja para os nossos familiares, nossos amigos, até mesmo aqueles ao qual nós julgamos e condenamos como bandidos, culpados, ignorantes, sem educação etc.
 
Esse desafio é o que faz a diferença em um mundo desacreditado de valores, ao qual vive somente de teorias e diversas bibliografias que falam sobre o Amor, o Bem, sobre Deus, e tantas atitudes de auto-ajuda, mas que ao olharmos a realidade concreta, não passam de mais um discurso ou de um mero papel com letras, que não gera transformação, ou seja, que não sai do lugar.
 
Olhando para vida de Jesus Cristo e de tantos santos da Igreja, como Madre Tereza, ou até mesmo a vida de grandes personalidades que fizeram a diferença e marcaram a humanidade, notamos que o que prevaleceu de cada um foram suas grandiosas obras colocadas em favor do próximo sem nenhum tipo de “interesse” em ganhar vantagens, fama ou prestigio etc. Neles permaneceu o Amor que se firmou em uma doação de vida e transformou-se em um testemunho vivo que jamais será apagado da história, pois foram marcas que construíram e transformaram corações para melhor sem nenhuma explicação. É como aquele famoso ditado em que diz: “‘As Palavras’ convencem, mas o ‘Testemunho’ arrasta”.
 
Que o tempo quaresmal, tempo de conversão, nos ajude e nos desperte para a verdadeira prática do amor que é “doação” que gera “transformação”, e que busquemos novos rumos e saiamos de nós mesmos em favor do próximo no exercício de nossa missão!                                                                 
 

Comentários



Sobre o Autor


Seminarista Daniel Canevarollo

Daniel cursa o 3º ano de Fiolosfia em São José do Rio Preto. E-mail: danielcanevarollo@gmail.com

Artigos do Autor