Artigos


Permita-se


Imagem | Permita-se

Muitas vezes perguntamos a nós mesmos: para onde devo olhar? Existem direções em que precisamos manter os nossos olhos para que assim possamos viver bem e alcançar nossos sonhos e objetivos. E hoje eu gostaria que você olhasse para o amor de Deus. Convido-te a entregar o seu coração a Deus, pois só Ele compreende nossas dores, nossos abismos, nossos corações; só Ele preenche o que nos falta.
 
Quantas vezes você já se sentiu perdido, com aquele vazio no peito? E em consequência disso, culpando a vida e até mesmo Deus pelos seus problemas? Culpando tudo e todos pela sua falta de fé. Os nossos vazios internos só existem devido à nossa falta de fé, falta de procurarmos Deus, falta de acreditarmos verdadeiramente Naquele que tanto nos ama.
 
Erramos quando deixamos esse amor em segundo plano em nossa vida. Erramos em deixar Deus em última estância. Erramos em lembrar-nos Dele só quando as coisas não estão fáceis. Erramos em procurá-Lo apenas quando precisamos. Erramos principalmente por não corresponder como deveríamos ao seu amor.
 
O amor de Deus por nós é tão profundo que temos até dificuldade em compreendê-lo. O Senhor nos alcança por entre a escuridão deste mundo, com todos os pecados que temos, a cada ‘pisada de bola’ que damos com Ele, embora não o mereçamos. Por amor, Ele nos entrega tudo de mais precioso que tem: nos entrega seu o Filho, que veio ao mundo para morrer e pagar pelos nossos pecados. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que tudo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3,16).
 
Permita-se e se entregue ao amor de Deus. Ame-O e Ele o amará em dobro. Seu peito vai arder, as lágrimas irão cair, mas nada mais irá te angustiar nem te atingir. Porque você carrega consigo a certeza de que foi escolhido e que é capaz de amar mesmo quem tenta te fazer acreditar que nada disso é real. Porque você sabe quão real é, pelo simples fato de sentir e saber que é filho (a) de Deus. Porque “Ele permite que seu ‘velho eu’ morra e dê espaço para que seu ‘novo eu’ nasça e realmente viva”. Só quem vive para Deus compreende o significado dessa frase. Meu novo eu vive porque Deus me encontrou e me mostrou que mesmo sendo um grão de areia, Ele me ama.
 

Comentários



Sobre o Autor


Seminarista Carlos Moni

Carlos Moni cursa o 2º ano de Filosofia em São José do Rio Preto. E-mail: carlosmoni56@gmail.com
 

Artigos do Autor